Textos publicados originalmente na página do projeto Vamos Ler, às sextas, no Diário de Cachoeirinha.


Acesse a edição virtual

Os griôs



Os primeiros griôs (do francês griots) surgiram no Mali, na região Sul do Saara, há 4.000 anos, tornando-se, como o tempo, o símbolo da tradição oral no Noroeste Africano. São, em essência, contadores de histórias ou trovadores, que vão de localidade em localidade, levando informações. É comum que sejam contratados por nobres, com a tarefa de divulgar seus feitos e glórias e a história de seus antepassados. Alguns deles chegam a memorizar séculos da genealogia de uma família.
Constituem uma casta de grande prestígio social e político, o que faz com que, eventualmente, assumam o papel de mediadores de conflitos ou diplomatas. Acredita-se que sua palavra tem poder e significado divinos e compromisso com a verdade e os ancestrais. Por isto, são, também, responsáveis pela arte verbal presente nos rituais da vida social: nascimentos, iniciações, alianças matrimoniais, cerimônias de casamento e funerais.


Share/Save/Bookmark


Postar um comentário

Livros não mudam o mundo, quem muda o mundo são as pessoas. Os livros mudam as pessoas. (Caio Graco)

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.